Blogspot
Ciências Contábeis
Perfil do Egresso

Ciências Contábeis - Timóteo
Atualmente, as atividades econômicas e empresariais crescem em complexidade, exigindo profissional contábil cada vez mais capacitado, cabendo ao curso atender à demanda de forma eficiente, oferecendo ao mercado de trabalho, contadores dotados de conhecimentos, competências e habilidades nas diferentes especialidades da profissão. 
 
O Curso visa, assim, formar profissionais contadores com visão generalista, com amplos conhecimentos em diferentes áreas da Contabilidade e de conhecimentos afins e correlatos, permitindo que este profissional possa adaptar-se com maior facilidade à especialidade a que pretenda dedicar-se. Assim, o curso de Ciências Contábeis da IES, busca a formação de profissionais competentes tecnicamente, que sejam capazes de atuar em organizações de tamanhos e características diversas, em qualquer mercado, seja este regional, nacional ou internacional. 
 
Os egressos do curso deverão apresentar capacidade para obter e administrar informações com talento e competência, ser capaz de pensar estrategicamente e contribuir, por meio de sua atuação pessoal, no assessoramento a gestores de empresas e entidades em geral para a adequada e oportuna tomada de decisões empresariais. Participar no desenvolvimento da sociedade e construir sua própria cidadania, atuando profissionalmente de forma ética e pró-ativa, pautados em valores de responsabilidade social, justiça e ética profissional
 
Neste contexto, o perfil almejado para o egresso do Curso de Ciências Contábeis ofertado por esta Instituição está em consonância com os objetivos institucionais do curso e com o perfil estabelecido pelas Diretrizes Curriculares do Curso, artigos 3º e 4º, transcritos a seguir:
 
Art. 3º O curso de graduação em Ciências Contábeis deve ensejar condições para que o futuro contabilista seja capacitado a:
 
I - compreender as questões científicas, técnicas, sociais, econômicas e financeiras, em âmbito nacional e internacional e nos diferentes modelos de organização;
II - apresentar pleno domínio das responsabilidades funcionais envolvendo apurações, auditorias, perícias, arbitragens, noções de atividades atuariais e de quantificações de informações financeiras, patrimoniais e governamentais, com plena utilização de inovações tecnológicas;
III - revelar capacidade crítico-analítica de avaliação, quanto às implicações organizacionais com o advento da tecnologia da informação. 
 
Art. 4º O curso de graduação em Ciências Contábeis deve possibilitar formação profissional que revele, pelo menos, as seguintes competências e habilidades:
 
I - utilizar adequadamente a terminologia e a linguagem das Ciências Contábeis e Atuariais;
II - demonstrar visão sistêmica e interdisciplinar da atividade contábil; 
III - elaborar pareceres e relatórios que contribuam para o desempenho eficiente e eficaz de seus usuários, quaisquer que sejam os modelos organizacionais; 
IV - aplicar adequadamente a legislação inerente às funções contábeis; 
V - desenvolver, com motivação e através de permanente articulação, a liderança entre equipes multidisciplinares para a captação de insumos necessários aos controles técnicos, à geração e disseminação de informações contábeis, com reconhecido nível de precisão;
VI - exercer suas responsabilidades com o expressivo domínio das funções contábeis, incluindo noções de atividades atuariais e de quantificações de informações financeiras, patrimoniais e governamentais, que viabilizem aos agentes econômicos e aos administradores de qualquer segmento produtivo ou institucional o pleno cumprimento de seus encargos quanto ao gerenciamento, aos controles e à prestação de contas de sua gestão perante a sociedade, gerando também informações para a tomada de decisão, organização de atitudes e construção de valores orientados para a cidadania;
VII - desenvolver, analisar e implantar sistemas de informação contábil e de controle gerencial, revelando capacidade crítico analítica para avaliar as implicações organizacionais com a tecnologia da informação;
VIII - exercer com ética e proficiência as atribuições e prerrogativas que lhe são prescritas através da legislação específica, revelando domínios adequados aos diferentes modelos organizacionais.